Vampiros Energéticos

azul

Recebi o texto abaixo de uma cliente e achei importante compartilhar com mais pessoas. Mas, o mais importante desse texto está no ÚLTIMO parágrafo!

Temos o hábito de enxergar os defeitos dos outros, de apontar, julgar, mas temos uma dificuldade imensa de olharmos para o nosso próprio umbigo e admitirmos nossas falhas.

Custei muito a entender que o que mais me incomoda no outro é aquilo que eu tenho que trabalhar e eliminar em mim.  Isso mesmo! Vou explicar melhor:

Se eu não gosto de pessoas arrogantes, sou arrogante.

Se eu não gosto de pessoas que se fazem de vítimas, me faço de vítima.

Se eu não gosto de pessoas autoritárias,  sou autoritária.

Muitos dirão: “Imagina! Eu não sou nada disso!!!”

Tudo bem, eu te entendo, porque eu também dizia…

Mas quando entramos no caminho do autoconhecimento e nos dispomos a despir as máscaras e encarar nosso lado sombra, aquele que tentamos esconder a qualquer custo, conseguimos ver claramente que não somos tão bonzinhos, nem tão fofos quanto pensávamos.

Se dói?  Dói muito, já vou te avisando. Ficamos arrasados e envergonhados, mas é o único meio de nos redimirmos e amadurecermos. Autoconhecimento,  definitivamente,  não é para os fracos!  É preciso muita coragem.

Portanto, ao ler o texto a seguir faça o exercício de observar com qual desses vampiros energéticos VOCÊ se identifica e não fique listando os amigos, conhecidos, parentes e vizinhos.

Não olhe para fora, olhe para dentro! O defeito do outro é problema dele. O seu defeito é responsabilidade sua resolver.

Se você precisar de ajuda nesse processo de autoconhecimento,  posso te ajudar fazendo sua Numerologia Cabalística e te dizendo quais seus padrões de comportamento,  como você age e reage em diversas situações e, acima de tudo, qual o seu desafio nessa encarnação. O que foi que você pediu para ser e no que você precisa evoluir.

Atendimentos com hora marcada (16) 99102-9302 com Rossana Bentivoglio.

Boa leitura!

Rossana Bentivoglio

“Vampiros Energéticos: 10 formas de identificar o sugador!

Existe um tipo de vampiro que é de carne e osso e com quem convivemos diariamente.

Estamos falando dos “Vampiros de Energia”, pessoas de nosso relacionamento diário. Pode ser nosso irmão (a), marido/esposa, empregado, familiar, amigo de trabalho. vizinhos, gerente do banco, ou seja qualquer pessoa de nosso convívio, que esta roubando nossas energias, para se abastecer. Eles roubam energia vital, comum no universo, mas que eles não conseguem receber. Mas, por que estas pessoas sugam nossa energia, afinal?

Bem, em primeiro lugar a maioria dos Vampiros de Energia atuam inconscientemente, sugando a energia de suas vítimas, sem saber o que estão fazendo. O vampirismo ocorre porque as pessoas não conseguem absorver as energias das fontes naturais, tão abundantes, e ficam desequilibradas energeticamente. Quando as pessoas bloqueiam o recebimento destas energias naturais (ou vitais), elas precisam encontrar outras fontes de energia mais próxima, que nada mais são do que as outras pessoas, ou seja, você. Na verdade, quase todos nós, num momento ou outro de nossas vidas, quando nos encontramos em um estado de desequilíbrio, acabamos nos tornando vampiros de energia alheia.

Tipos de vampiros:

  1. a) Vampiro Cobrador: Cobra sempre, de tudo e todos. Quando nos encontramos com ele, já vem cobrando o porque não lhe telefonamos ou visitamos. Se você vestir a carapuça e se sentir culpado, estará abrindo as portas (…)
  2. b) Vampiro Crítico: é aquele que critica a tudo e a todos, e o pior que é só critica negativa e destrutiva. Vê a vida somente pelo lado sombrio. A maledicência tende a criar na vítima um estado de alma escuro e pesado e abrirá seu sistema para que a energia seja sugada (…)
  3. c) Vampiro Adulador: é o famoso “puxa-saco”. Adula o ego da vítima, cobrindo-a de lisonjas e elogios falsos, tentando seduzir pela adulação. Muito cuidado para não dar ouvidos ao adulador, pois ele simplesmente espera que o orgulho da vítima abra as portas da aura para sugar a energia.
  4. d) Vampiro Reclamador: é aquele tipo que reclama de tudo, de todos, da vida do governo, do tempo, etc. Opõe-se a tudo, exige, reivindica, protesta sem parar. E o mais engraçado é que nem sempre dispõe de argumentos sólidos e válidos para justificar seus protestos (…)
  5. e) Vampiro Inquiridor: sua língua é uma metralhadora. Dispara perguntas sobre tudo, e não dá tempo para que a vítima responda, pois já dispara mais uma rajada de perguntas. Na verdade, ele não quer respostas e, sim, apenas desestabilizar o equilíbrio mental da vítima, perturbando seu fluxo normal de pensamentos (…)
  6. f) Vampiro Lamentoso: são os lamentadores profissionais, que anos a fio choram sua desgraças. Para sugar a energia da vítima, ataca pelo lado emocional e afetivo. Chora, lamenta-se e faz de tudo para despertar pena. É sempre o coitado, a vítima (…)
  7. g) Vampiro Pegajoso: investe contra as portas da sensualidade e sexualidade da vítima. Aproxima-se como se quisesse lambê-la com os olhos, com as mãos, com a língua. Parece um polvo querendo envolver a pessoa com seus tentáculos. Se você não escapar rápido, ele irá sugar sua energia em qualquer uma das possibilidades. Seja conseguindo seduzi-lo com seu jogo pegajoso, seja provocando náuseas e repulsa (…)
  8. h) Vampiro Grilo-Falante: a porta de entrada que ele quer arrombar é o seu ouvido. Fala, absoluto, durante horas, enquanto mantém a atenção da vítima ocupada, suga sua energia vital (…)
  9. i) Vampiro Hipocondríaco: cada dia aparece com uma doença nova. Adora colecionar bula de remédios. Desse jeito chama a atenção dos outros, despertando preocupação e cuidados. Enquanto descreve os pormenores de seus males e conta seus infindáveis sofrimentos, rouba a energia do ouvinte, que depois sente-se péssimo.
  10. j) Vampiro Encrenqueiro: para ele, o mundo é um campo de batalha onde as coisas só são resolvidas na base do tapa. Quer que a vítima compre a sua briga, provocando nela um estado raivoso, irado e agressivo (…)

Bem, agora que você já conhece como agem os Vampiros de Energia, vá a caça deles, ou melhor, saia fora deles o mais rápido possível. Mas, não esqueça de verificar se você, sem querer, é óbvio, não é um destes tipos de Vampiro.”

(Autor desconhecido)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s